20 de fevereiro de 2010

Hometown glory

Eu tinha planejado só postar em março, só pra bancar a chata que sempre sou e dizer que fevereiro foi um tédio, ou bancar a CDF e dizer que passei o mês estudando... Bem, em primeiro lugar, não aconteceu nada disso. Em segundo, por mais que eu planeje as coisas, elas nunca saem do jeito que quero... E quem sou eu para frear meu desejo de escrever? Não tenho independência em muitos setores, então quando me dá vontade, não posso reprimir meus dedos de esmagarem as teclas do notebook, né? 
Enfim. Não vou falar do mês detalhadamente, até porque esse blog nunca foi exatamente um "Querido diário, hoje o fulano disse que me ama e fomos tomar sorvete!", e sim um "Puta merda, acabei de perceber que meu affair prefere jogar colheita feliz do que sair comigo" ou um "Hoje não quero conversa, morram, mas leiam isso aqui antes".
Não sei se já reclamei falei disso aqui, mas o meu janeiro foi lastimável. Horas improdutivas (vide: sem postar) em frente à uma tela fria e sem ninguém, já que todo mundo resolveu ser praieiro, solteiro e o que mais as cidades de veraneio permitissem. Prometi a mim mesma que tiraria o atraso no resto do ano, fazendo o que eu mais gosto e sei fazer: errar. Fazer besteira. Me arrepender. E depois vir contar tudo em desabafos cheios de expressões chulas e sarcásticas aqui. Ai, liberdade de expressão é tudo!
Pontos memoráveis dos últimos meses: um garoto passageiro do tipo bonitinho mas ordinário, um outro nem um pouco ordinário :), nenhuma vodka, a perda terrível que foi a morte do McQueen e uma viagem de última hora pra Fortaleza, que é onde estou agora, lamentando o fato de não ter ido na Galeria do Rock e surtando por ter feito outras mil coisas. Conheci pessoas incríveis, revi outras tão incríveis quanto, me apaixonei por alguns pares de sapatos, empobreci minha mãe, engordei alguns quilos com junkie food e faria tudo em dobro. (O melhor de sair de suas origens é quando você retorna... Odeio multidão, mas aqui até isso me parece bonito! Ok, chega de bancar A Filha Pródiga.) 
E o resto? Ah, o resto só o tempo dirá... 
Aliás, eu mesma direi, assim que terminar de arrumar as malas, dormir, passar 11h num carro, chegar em casa, dormir mais e organizar minhas ideias. Porque às vezes tudo o que a gente precisa é de um tempo longe. 

E eu, meus queridos, tive o que precisava:

Não me segurem, não me pressionem, e, por favor, me amem. Estou de volta. Ou vocês acharam que eu já tinha reclamado o bastante?


Ei, universo, obrigada. Continue colaborando... Apesar dos contratempos, estamos nos dando bem!

5 arranhões:

Branca ;) disse...

vooolta né biga ?
<3

Laís Dourado disse...

Hahaha, eu ri com a sua justificativa pra não postar em fevereiro. E janeiro pode ter todos os defeitos (calooor), mas, ao menos é férias né, já compensa.
E pode vir reclamar bastante aqui que isso já virou uma espécie de assinatura, hehehe!
;*

ffffffff disse...

A maneira que você escreve é muito boa, parabéns! Amei o blog ele é super lindo :D

Pâmzinha ♥ disse...

Euri do seu post hoje. Sei lá, adoro uma "sinceridade sarcástica". Se não gostou, foi mal, porém eu entendi desse jeito.

Beeijos :*

http://supbox.blogspot.com/

'RaiêMacêdo. disse...

hm... colheita feliz? HAHA!
aai amii, ainda bem que voltou, taava com saudades.
mas deu uma escapada legal né :P
adorei o post, cada vez mais me dá vontade de ler o PTS também :D

beijo ;*